12/03/2018

Assú (08 a 11/03/18)



Oi gente!

O que dizer dessa viagem? OMG!!!

Eu fui a terra da Beata Lindalva! Ok, eu já tinha ido lá, beleza! Mas dessa vez, eu fui em missão e realizei um sonho!

Quer saber qual? Acompanhe o texto abaixo!

Bom, primeiro, desculpem pela má qualidade das fotos, eu não estava nada fotogênica e não me preocupei mesmo com maquiagem, só usei protetor solar no rosto, protegi o corpo com roupas e passei protetor labial. Segundo, devo salientar que essa viagem foi junto com missionários e alguns ramos da Família Vicentina (FAMVIN), eu estava como representante da JMV.

Chegamos no final da tarde e fomos divididos em dois grandes grupos, meu grupão ficou hospedada bem pertinho da matriz da Beata Lindalva (que eu sempre quis conhecer) na Chácara da Vovó (esse era o nome).


O objetivo da viagem era realizar uma missão que consistia em fazer visitas, conversar, conhecer as famílias, ler o Evangelho do dia, explicar, falar sobre Jesus Cristo, benzer as casas e divulgar a Beata Lindalva.

E foi isso que fizemos, conhecemos famílias maravilhosas, bem simples com estilos de vida diferentes, que nos permitiram entrar em suas casas e abriram seus corações para nós, eu também fiz isso quando necessário.

Porque até as freiras gostam de fazer pose aqui kkkkkkkkk

Dois bairros (conjuntos) foram alvos de nossa missão, eu fiquei na Comunidade do Conjunto Irmã Lindalva.

Celebramos em trios uma Celebração da Palavra e cantamos e oramos o Ofício de Nossa Senhora em diversas capelas (eu fiquei na capela de Santa Luzia).

Participamos de uma Via-Sacra saindo da ABIL (Associação Beata Irmã Lindalva), uma associação que produz e distribui fraldas para crianças e idosos que não podem comprar.



Participamos também de uma tarde de vocações com a juventude da cidade na Igreja de São Tarcísio e de um terço pelas ruas da cidade até a Igreja de São José onde participamos da Santa Missa e depois assistimos e nos emocionamos com a encenação da história de Lindalva, o algoz assustou a Irmã que conviveu com Lindalva kkkkkkk, na verdade, arrepiou a todos). E ainda revi meus amigos seminaristas: Philipe e Italo.



Mas, com certeza, não dá para esquecer O MEU SONHO REALIZADO, conheci a mãe da Beata Lindalva, pois é, eu sonhava em conhecer essa senhorinha tão simples, que, para mim, é também uma santa. Com sua simplicidade perdoou o algoz de sua filha e lutou e orou para que todos seus filhos também o perdoassem. Nunca esquecerei quando assisti a Missa de Beatificação de Lindalva pela TV e a vi entrando serena com uma lágrima pura e singela nos olhos rumo ao altar, como aquele exemplo me marcou.

Esse momento ficará sempre em minha vida, quando beijei sua mão e ela beijou de volta eu queria contar tudo que ela representa para mim, mas só consegui chorar muito e dá-lhe um abraço e claro aparecer na foto abaixo com ela, perdoem os óculos escuros, eu estava chorando muito na hora e achei melhor não chamar atenção para isso.


A viagem foi perfeita, amei muito, muito mesmo. E sou muito grata a Deus e a Irmã Carla que me permitiram estar ali e conhecer Dona Lúcia, sim, esse é seu nome.

Sem contar que ainda conhecemos a família que é testemunha do milagre de Lindalva.


Nenhum comentário:

Postar um comentário